segunda-feira, 11 de junho de 2012

Beira do abismo

Ela estava por um fio. Não sabia se a corda iria aguentar mais o seu peso. Olhando para baixo, um abismo sem fim, tão profundo que só se via escuridão. Ela gritava por socorro, mas ninguém ouvia. Pelo menos ela foi o que ela pensou. A poucos metros, um rapaz ouviu seu grito desesperado que ninguém mais dava atenção. Correu até a beira do abismo, e estendeu sua mão para a jovem. Os dois quase caíram antes que ficassem a salvos.
Ele a abraçou. Era tudo o que ela precisava. Ele a beijou. Era mais do que ela merecia.
Não importava como ela havia quase caído, ou porque só ele escutou o seu chamado, só importava que estavam juntos.

T.

Um comentário: